.

Planejar viagem para Miami sem agência

Planejar viagem para Miami sem agência

Desde que eu viajei recebi muitos pedidos de ajuda perguntando “Como planejar uma viagem para Miami sem agência de turismo“. Pois bem, para começo de conversa explico que essa empreitada pode te trazer bastante trabalho e uma boa dose de economia, pois acredite: esse dinheiro vai fazer diferença na hora das compras.

Antes de tudo, quero lembrar que para entrar nos Estados Unidos é obrigatório que os estrangeiros tenham visto de visitante, portanto entre em contato com a embaixada americana no Brasil para obter mais detalhes de como conseguir esse visto. Ou pesquise na internet, tem vários sites que podem ajudar. Se você pretende visitar os EUA nos próximos dois anos e nem tem passaporte ainda, aconselho que comece o processo desde já. Quanto antes, melhor! Agora sim, vamos falar de como planejei minha viagem.

1. Comece pesquisando o vôo

Não coma nada servido no avião da American Airlines. É sério!

Separe umas 2 horas do seu dia para isso. Entre nos sites das cias aéreas e pesquise várias datas, meses e horários, isso pode fazer muita diferença! Viajei pela American Airlines e paguei um valor ótimo na tarifa porque a ida era terça às 23h. Ida e volta sem escala. A volta fizemos no domingo à noite. Segunda e terça são os melhores dias para comprar passagem de ida, acreditem… economizei uns 30%. Outra dica é comprar +- um mês antes (sim, é um risco e pode não ter mais lugar) pois se o vôo não estiver cheio a cia pode baixar ainda mais o valor. Fora isso ainda tem a alta e baixa temporada. Maio, Setembro e começo de Outubro são os meses mais em conta. Esses são os macetes para economizar.

Outra dica, reservando o vôo pela internet você pode escolher os assentos e ir confortavelmente sentado na janelinha sem ter que fazer check-in muito cedo para conseguir um bom lugar.

Se você nunca viajou de avião, evite as escalas. Pode parecer tentador pagar mais barato e parar na Colômbia, mas vou te contar apenas uma das histórias que conheço: uma amiga atrasou o check-in por conta da demora na análise da sua documentação, as malas embarcaram e ela não. Nem preciso dizer que essas malas nunca mais foram vistas, né? ;)

Ah, e se você viajar pela American Airlines e não quiser passar mal, recuse a comida do avião. Eu e muitas outras pessoas passamos mal após o jantar, bem como outras que perderam o primeiro dia da viagem com dor de estômago. A comida era bem cheirosa e estava boa, mas certamente não era muito fresca. O melhor mesmo é comer no aeroporto. Apesar de ser uma boa cia, a AA tem comissárias de bordo MUITO mal educadas que chegam a rir da cara dos passageiros. Não sei se viajarei novamente com eles.

DICA: Leve uma embalagem pequena com soro fisiológico (30 ml) pois pode ser útil, o ar fica bem seco. Casaco também ajuda, já que é hiper frio e o cobertor que a cia fornece é pequeno. 

2. Decida a hospedagem: apartamento, casa, hotel ou motel? 

Nosso apê! Em Fort Lauderdale, clique aqui para + fotos

Quando o assunto é viagem, a primeira opção que vem à cabeça é o hotel tradicional. Considere outras opções! Em Miami tem vários motéis bem baratinhos para quem só quer um lugar para dormir. Nesse caso, não recomendo que deixe muitas malas e compras no quarto, pode ser arriscado. E lembrem-se que nos EUA, motéis são hotéis simples, sem luxo. No início foram construídos para hospedar pessoas que se deslocavam entre cidades muito distantes e precisavam descansar para seguir o destino, posteriormente criaram mais cidades no meio desse caminho e os motéis ficaram na área urbanizada. Não pague mico! :D

Eu optei ficar em apartamento, assim vivi a experiência de moradora e foi muito mais legal, além da privacidade de encontrar tudo do jeitinho que você deixou. Tem os contras: esqueça a camareira, café da manhã pronto e etc. Além disso nosso carro foi guinchado no segundo dia, pois meu sogro estacionou de ré e isso é proibido em alguns condomínios de lá. Fiquei imaginando o caos que seria se eu não soubesse falar inglês naquele momento… mas enfim. Ainda tem a possibilidade de usufruir da cozinha do local, para fazer um lanche rápido, café da manhã, jantar… coisas que um hotel na maioria das vezes não permite. O apartamento ficou R$ 220/dia, como tinham duas suítes conseguimos dividir e saiu R$ 55 por pessoa/dia.

Quando chegamos, a dona do apê combinou um horário para nos encontrarmos e explicar algumas coisas, dar dicas, etc. O link desse apartamento está abaixo da foto da sala, mas reservem com antecedência – ele é super disputado.

3. Idioma e roteiro

2kg mais gorda e camisa da Aeropostale – entrando no ritmo americano! hehe

Se você não sabe NADA de inglês, leve ao menos um guia para ajudar com as principais frases, nunca sabemos quando vamos precisar. Acredite, rs.

Outra coisa que preciso dizer sobre Miami, é que a cidade tem lugares lindos e vai muito além dos shoppings. Museus, aquário, zôo, praias, são só algumas das opções. Pesquise no TripAdvisor e monte um roteiro com passeios para cada dia, assim você não perde tempo quando chegar lá.

4. Leve dinheiro

Miami é sinônimo de MUITAS compras, portanto evite usar o cartão para não se assustar na hora que chegar a fatura (conversão, IOF, etc). Leve uma boa quantia em dólares, até porque será pedido na imigração para comprovar que você tem verba para passar alguns dias lá. Também tem alguns sites com matérias especiais sobre esse assunto. E se possível, estipule o gasto diário porque não é muito difícil acabar com o dinheiro no primeiro dia de viagem.

Mesmo que não pense em usar cartão de crédito, ligue na central de atendimento e habilite para uso no exterior. O cartão obviamente precisa ser internacional.

5. Seguro viagem

Não economize no seguro viagem. Ele pode te proteger de extravio de bagagem, auxílio médico, medicamentos, dentistas e outras coisas. Inclusive porque esses atendimentos são caríssimos nos EUA. O seguro viagem também tem várias proteções no caso de falecimento do passageiro ou familiares. A gente deseja que não aconteça nada de ruim durante as férias, mas prevenir nunca é demais. Fiz pela Mondial e tive dor de cabeça, fiquei 2 dias pendurada no telefone pois já tinha passado o prazo de envio da apólice e ninguém tinha providenciado. Ah, e LEVE sua apólice impressa com todos os dados dos segurados e os benefícios.

 É isso! Espero ter ajudado quem pretende viajar para Miami, e se tiverem mais dicas compartilhem comigo nos comentários, tá? :D

Em breve posto as fotos da viagem! Beijo :x

8 thoughts on “Planejar viagem para Miami sem agência

  1. Erica Xavier

    Oi Fe!
    Fui por conta própria também… ficamos em um hotel próximo ao aeroporto de Miami, super bom!
    Viajamos de Gol… foi péssimo! Você acredita que nem essas televisões no banco o avião tinha? Fizemos escala em Santo Domingo, os funcionários da Gol foram super mal educados, tanto no aeroporto de Miami quanto em Santo Domingo, o voo foi um aperto só. No final descobrimos que a Gol usa aviões de voo domestico para fazer voos internacionais. Na volta nossas malas não vieram no mesmo avião que nós, ficamos de 5:30 ate quase 11:30 aguardando nossas malas chegarem em outro voo, péssimo! Enfim… nem preciso dizer que não viajo mais pela Gol, pelo menos internacional.
    A viagem foi maravilhosa, mas a parte do avião foi péssima. Já viajei pela Tam e a viagem foi perfeita!
    Não indico voos internacionais da Gol para ninguém!

    Beijos =)

    1. Fezoka Post author

      Oi Erica,

      Nossa, estou pasma com seu relato. Já cogitei a hipótese de viajar pela Gol, mas depois de saber isso jamais irei arriscar. Cia aérea é algo com o qual a gente deve ter cautela, já que envolve segurança, paciência e nossas bagagens, que tem valor financeiro e emocional. Imagina passar 10 dias comprando presentes, coisas pra nós e perder tudo? :(
      Que horror! Na próxima vez provavelmente vou de Tam, a American Airlines só tem nome e preço.

      Obrigada por contar! Alertou a mim e as demais leitoras.

      Beijos

  2. Denise Félix

    Uaaalll Fê muito massa, meu sonho passar uns dias nos EUA!!! Gostaria de saber quanto tempo durou o processo dos vistos, e se sentir a vontade dizer quanto você gastou no mesmo, tenho muito medo de tentar e ser negado, tanto o meu quanto o do maridão!! Espero que tenha curtido muito, beeijos!

    1. Fezoka Post author

      Deni,

      Detesto falar de maneira negativa, mas em geral posso dizer que a parte do visto foi cara e desgastante. Moro em Santos e tive muita despesa com gasolina. O visto é tirado em dois dias… ou seja, subi duas vezes em horário de pico.
      O processo durou +- 20 dias (só o visto mesmo, passaporte já tinha). Gastei cerca de R$ 1000 (300 de taxa por pessoa + combustível, alimentação).
      Vou te dar umas dicas: chegue mais cedo e deixe o carro na rua. Não use o estacionamento pq é caro demais. Vá sem bolsa, deixe o celular no carro e leve apenas uma pasta transparente com seus documentos. Cuidado com o horário, nós saímos 2h30 antes daqui de Santos e cheguei lá 1 minuto antes, peguei mto trânsito. Independente de onde vc mora, é bom se prevenir.

      Outra coisa, não fique nervosa. Eu fiquei muito nervosa mas só no momento da entrevista pq sou ansiosa, porém isso pode atrapalhar. Portanto lembre que você é uma pessoa honesta e correta que só quer conhecer um país, nada mais que isso. Se negarem paciência, vc espera mais um tempo e tenta de novo, até que tenha mais vínculos com o Brasil. Emprego, estudos, bens, isso conta muito.

      Se precisar de ajuda é só me falar.

      Beijos!!

      1. Denise Félix

        Muito caro, ó céus!! Ainda bem que se der certo dura bastante tempo né, em pensar que o passaporte foi molezinha … Também moro aqui em Santos! Li um post da G Flores onde ela disse ter gasto 750 no total, isso porque pagou 200 pra uma empresa que fica de olho em quem desmarca pra te encaixar antes da data mais próxima, que geralmente é depois de uns 4 meses no mínimo! Me resta deixar pra correr atrás de visto mais perto de poder viajar realmente, até porque minha conta bancária ainda não esta florida do jeito que eles gostam que esteja! Quanto ao nervosismo vai ser complicado, é capaz que eu diga na loka que vou pra Miami visitar a Torre Eiffel kkkk!
        Obrigada pela atenção Fê, beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>