.

A insegurança que me fez mais feliz

A insegurança que me fez mais feliz

O blog ChicTric está completando mais um ano de vida junto com a dona dele, a Lidi que é uma fofura de pessoa! Doce, simples e muito verdadeira. E ela me convidou para participar do especial em que alguns convidados contam sobre suas inseguranças. Antes de tudo quero parabenizá-la pelo aniversário dela e por mais um ano de blog. Lidi, desejo tudo de melhor em sua vida e que tenha força e fé para concretizar todos os seus sonhos. Você merece, minha amiga! S2

Quando fui convidada para participar e falar sobre esse tema, confesso que fiquei um pouco insegura. Ops! Mas já abordando o tema, Fe? Sim. Quase ninguém sabe mas eu sou totalmente perfeccionista e tímida, esse é um dos motivos pelos quais eu não gravava vídeos e recusei oportunidades de apresentar uma palestra e até de aparecer em um programa. Eu sei, gente… ainda não gravei muitos mas é falta de tempo, cês sabem! Mais um tiquinho e minha casa nova estará em ordem, hehehe. 

Não sei bem em qual momento da minha vida isso começou a acontecer, mas a verdade é que eu tenho muito medo de decepcionar as pessoas. Desde não corresponder a expectativa de alguém até dar um branco total em público e esquecer o que eu estava falando bem no meio de uma apresentação. Ai, gente! Por muito tempo fui quase um bichinho do mato de tão tímida e insegura. FUI! Porque hoje em dia o que restou foi apenas uma leve insegurança de magoar quem eu gosto, mesmo. Nunca mais deixei de fazer o que tenho vontade.

Parando para pensar, talvez só o tempo consiga mostrar pra gente o quanto é bobo ser inseguro. A vida, maturidade, lidar com problemas e lutar pelo que você quer são fatores que nos deixam ainda mais fortes. Vale fazer uma auto análise e tentar resolver isso sozinho, mas se uma boa conversa com alguém de confiança ainda não aliviar sua insegurança, por que não optar por uma terapia? Pode ser com um profissional, fazendo atividades que você goste, o importante é extravasar.

Claro que hoje em dia meus medos são outros. Perder meu marido que eu amo, meu cachorro… não gosto nem de pensar! E de certa forma, quando lembro das vezes que a timidez me atrapalhou até dou risada. Vejo o quanto esse medo bobo me fez crescer e enxergar que a vida é uma só. Esse pensamento é a chave pra tudo! Se quiser muito alcançar um objetivo, curar uma ferida ou qualquer outra coisa… pense que você só tem uma vida e que errar faz parte dela.

É isso. A gente tem duas opções com nossas inseguranças: aceitar e sofrer o resto da vida ou aprender a superá-las, e let them go. Deixe que seus medos se libertem, pode ser difícil, mas eles não fazem parte de você.  ♥

E pensando bem… essa insegurança me fez mais feliz, porque hoje em dia dou muito mais valor pela minha liberdade e não me preocupo em errar.

9 thoughts on “A insegurança que me fez mais feliz

  1. laiza

    Jurava que tinha deixado um post (escrevi muito ) aqui , mas algo deve ter dado errado :/
    Mas fica a minha dica :
    Se você é uma pessoa mais feliz hoje,tudo vale a pena : )

  2. Maria

    Fêe.. adorei o post! Se expressou muito bem!
    Os medos e inseguranças fazem parte do nosso processo de amadurecimento, é totalmente natural eles existirem! tudo literalmente faz parte… temos que vivenciar certas coisas para ir valorizando outras e assim vamos vivendo! rs
    Eu tinha / tenho sérios ‘problemas’ rs para expor todo e qualquer tipo de sentimento, pra mãe tia namorado! qualquer coisa.. Algo que eu realmente preciso tratar, mas que eu me sinto mais segura sem expor nada! Sou meio maluca! kkkkkk
    Suucesso Fê!
    beijos

  3. Raphaela

    Minhas inseguranças são relacionadas a medo. Como te disse perdi muitas pessoas. E tenho medo de perder as que ainda estão por aqui comigo. Irmãos, mãe, pai, namorado, minha cachorrinha.
    Tento diariamente controlar esses medos e é bem difícil.
    As vezes realmente ajuda profissional êh a melhor solução para certos tipos de coisas.

  4. Bruna

    Oi Fe, adorei o post
    Confesso que ainda sou um pouco assim, pra me apresentar em público morro de vergonha haha
    Mas olhando pra trás , vejo o quanto eu era pior, era do tipo de travar mesmo, ficava sem ação nenhuma
    Aos pouquinhos a gente vai melhorando né, a vida que segue faz a gente ser assim

    Beijao

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>