.

Driblando a parte chata do ano

Driblando a parte chata do ano

Entramos naquela partezinha um tanto quanto chata do ano: aquele período compreendido entre o carnaval e o natal em que nos agarramos nos finais de semana como se eles fossem os únicos motivos para enfrentar dia a dia a tumultuada rotina, mas vem cá, por que só os finais de semana têm que ser relaxantes?

A massagem relaxante faz muito mais do que apenas causar uma sensação de profundo bem-estar, ela relaxa os músculos e produz hormônios como a ocitocina, que combate o estresse e o medo.

A massagem relaxante também é uma ótima alternativa para pacientes que sofrem de insônia ou tenham passado por algum evento traumático.

Indicações e benefícios da massagem relaxante

A massagem serve para muito mais do que relaxar o corpo: é quase como uma terapia que produz efeitos positivos e significativos para a melhora de várias áreas na vida de uma pessoa, inclusive psicológicas.

Você sabia que além de aliviar o estresse, a fadiga e as dores no corpo, a massagem ainda proporciona maior consciência e intimidade com o próprio corpo? Além disso, ela influi positivamente na autoestima e na auto-imagem e promove a renovação bioenergética, sem contar, é claro, sua indicação para maus jeitos em qualquer parte do corpo.

Como a massagem é realizada

A massagem relaxante faz movimentos de deslizamentos superficiais ou profundos, amassamento e fricção, percussão e vibração em pontos de tensão, para que o paciente sinta a sensação de alívio do cansaço diário. A massagem clássica beneficia a flexibilidade e a circulação aumentando o bem-estar dos pacientes.

Duração

Cada sessão dura cerca de uma hora. Não há limites de sessões a serem realizadas pelos pacientes. O ideal, é que o tratamento seja feito ao menos uma vez por semana.

Fonte: Pró Corpo Plástica e Estética
—-
Publicado gratuitamente

2 thoughts on “Driblando a parte chata do ano

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>